segunda-feira, 6 de julho de 2015

Resenha: O príncipe e o mendigo – Mark Twain


Sinopse: O Príncipe e o Mendigo - A história passa-se na Inglaterra, no século XVI. Tom Canty, um menino muito pobre e cheio de imaginação, consegue entrar no palácio real. Encontra Edward, o príncipe de Gales, e ambos descobrem que são bastante parecidos. Trocam de roupas e vêem que não há diferença entre eles. Edward, então, sai do palácio com as roupas de Tom, mas não consegue voltar, pois ninguém o reconhece. O mendigo passa a ocupar seu lugar como príncipe. Qual será o final dessa aventura? Alguém os reconhecerá?





Tenho alguns livros infanto-juvenis na minha estante que eu gosto muito e alguns que ainda não li. São esses livros que a gente ganha dos outros, que já estava empilhado em algum lugar há um bom tempo. Na maioria das vezes eles me agradam muito. Primeiro, porque a maioria desses livros quase sempre é da época da escola. E segundo, porque livros são livros e eu os amo, rs.

“O príncipe e o mendigo” é uma história leve para quem quer começar a ler. E é uma leitura muito agradável para leitores como eu, que não se limitam a determinado gênero, autor, etc. Esse livro traz uma história bem gostosa, de dois garotos parecidos que se encontram e resolvem trocar de vida por algumas horas. Até aí, tudo bem. O primeiro problema é que um dos meninos é um príncipe, o príncipe Edward Tudor, e o outro, um súdito qualquer, Tom Canty. E o segundo problema é que eles acabam se separando um do outro e suas vidas são trocadas. Ambos tentam se justificar, mas são lidos como loucos. A história se desenvolve a partir das tentativas de cada um dos meninos a voltar a sua verdadeira personalidade. Portanto, uma aventura cheia de tentativas sem sucesso é o que nos espera.



Livros nesse estilo sempre me satisfazem e não sei ao certo o motivo. Talvez seja porque eu não me restrinja a nenhum tipo literário. Mas eu sempre consigo me divertir e tirar alguma coisa do que estou lendo. Nunca tinha nem ouvido falar desse livro e nem do autor, Mark Twain, na minha infância ou adolescência e somente nos dias atuais tive o privilégio de lê-lo. 

A escrita é bem suave, ou seja, fácil de ser compreendida. O desenvolvimento é bem construído, apesar de que o livro possui apenas 87 páginas. A edição de 1998 está muito bem feita e possui algumas ilustrações bem bonitas. Além de, é claro, possuir uma história muito divertida. E ah! O livo pode ser lido em apenas algumas horas. Portanto, se você tiver uma oportunidade, não deixe de ler esse livro.

2 comentários:

  1. Desde pequena convivo com histórias nas quais personagens da realeza e plebeus trocam de lugar, e são sempre tramas maravilhosas. ♥ É um desses temas clichês que nunca deixam a desejar. Não sei se é um livro fácil de encontrar, mas vou dar uma procurada. ♥

    agataluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ágata,
      Não sei se para mim esse tema é clichê, porque não tenho o costume de ler coisa do tipo, rs. Mas concordo com a parte que disse que eles nunca deixam a desejar.
      Obrigada pela visita, beijão!

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com