domingo, 5 de julho de 2015

Resenha: Casório?! - Marian Keyes

Sinopse: Casório?! - Lucy Sullivan vai se casar. Essa moça de 26 anos, que divide o apartamento com as amigas, não tem dúvidas de que, dentro de poucos meses, estará entrando na igreja durante uma linda cerimônia. Só falta um pequeno detalhe: o noivo! Mas Lucy, que nem ao menos tem um namorado e nunca foi muito bem-sucedida no amor, confia piamente nas previsões de sua cartomante e iniciará uma busca incessante (e hilariante) por um bom partido: ele só precisa ser bonito, inteligente e não lembrar em nada o seu pai. A escritora Marian Keyes - após os imensos sucessos Melancia, Férias! e Sushi - está de volta com Casório?!, um romance contagiante e engraçadíssimo.




Sobre Marian Keyes: O que mais tenho a dizer que ainda não disse? Quando comecei a ler os livros da autora, senti subitamente que me apaixonaria completamente. Eu simplesmente amo a forma com que a autora desenvolve suas histórias e como os seus livros conseguem ser surpreendentes. É impossível, para mim, ler um livro dela e dizer: "Não gostei". E isso é impressionante. De uma forma ou de outra, eu sempre acabo amando a história e me prendendo a ela, por isso tenho que escolher um momento bem definido para ler seus livros. É impossível largá-los e dizer: "Ah! Depois eu continuo...". Com "Casório?!" algo diferente ocorreu.




"Casório?!" nos apresenta a irlandesa Lucy, que vive em Londres.  Lucy trabalha num escritório com mais três mulheres: Meredia, Megan e Hetty. Suas colegas decidem ir a uma cartomante, a fim de procurar um pouco de diversão. Mas, depois da visita a Sra. Nolan e suas previsões para o futuro de cada uma, coisas começaram a acontecer de uma forma ou de outra para cada uma das colegas de Lucy, então elas acabam acreditando que a vez de Lucy também chegará em breve. A cartomante disse que Lucy encontraria seu grande amor e finalmente, se casaria. A partir disso, o enredo se desenvolve.

Nas primeiras páginas, consegui ter aquela sensação boa que Keyes proporciona com uma história gostosa de se ler. O primeiro aparecimento de um personagem, Gus, me fez dar boas risadas, como de costume com os livros da autora. Senti uma leve repetição após isso em um bom número de páginas, mas a história continuava interessante.

"A Esperança, uma criatura instável, uma velha filha pródiga, resolveu de repente fazer uma breve aparição, como convidada especial na novela que era minha vida." (Pág. 362)

A personagem principal, Lucy, não me cativou por completo. Quando digo isso, me refiro a sua personalidade, que não me agradou muito, não ao desenvolvimento da história criada por Keyes. A história está bem elaborada, Lucy é que pouco me agradou e acho que isso pode influenciar no ato da leitura. Senti uma ponta de impaciência quando lia a respeito do que a personagem pensava, sua relação com a mãe, suas atitudes diante do seu relacionamento com Gus e até mesmo suas menções a Meredia me provocaram certo irritamento. O fato da personagem Lucy ser teimosa e não enxergar certos problemas que estavam a sua frente não seria tão ruim se ela possuísse um pouco mais de simpatia. Mas, infelizmente, eu não consegui sentir isso nela. Para fechar essa linha de raciocínio, acho que a personalidade de Lucy tirou um pouco a parte agradável da história.

"A cada noite eu me sentava em companhia de um monte de gente e me sentia totalmente só." (Pág. 424)

Tudo bem, Marian é Marian e eu sabia que alguma coisa ia sair dali. Mas não saiu. Nas últimas páginas eu senti que tudo ia mudar e queria saber muito mais. Não soube. Acabou assim, do nada. Gostaria de saber mais a respeito de alguns personagens e acho que isso ficou faltando. Aliás, o livro ficou devendo muita coisa mesmo.

Enfim, se você quer ler os livros da autora, não aconselho começar por "Casório?!". Comece por "Melancia" ou "Férias!" ou "A Estrela Mais Brilhante do Céu", mas não comece por "Casório?!". Portanto, se eu tivesse que avaliar o livro com números, eu diria que daria um seis.


4 comentários:

  1. Oi Thami,
    Gostei muito da resenha, ficou super clara e você demonstrou bem seu ponto de vista. Acredita que nunca li nada da autora? Tenho dois livros dela mas por enquanto nenhum saiu da estante. Mas confesso que pela visão otimista da autora que você tem, me deu vontade de finalmente lê-los.

    Beijos,
    Obcecada Pelos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natália, que bom que gostou, fico feliz por isso. Quais livros da autora você tem?
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Thami!
    Esse foi o primeiro livro da Marian que li... faz muito tempo, uns cinco anos! Lembro que gostei bastante da história, dos personagens e enfim, de tudo! Eu não consegui largar até o final... Sei que muita gente, como você, diz que não sentiu uma conexão com a Lucy, mas eu não lembro de ter me sentido assim ;-; Mas te entendo! Tenho um carinho especial por esse livro por ter sido o primeiro dela que li, mas acho que consigo admitir que não é o melhor hahahaha beijão,
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata, como vai?
      Acho que comecei a ler os livros da autora há mais ou menos três anos. Eu também entendo você e é super normal termos opiniões diferentes a respeito de livros... Essa é só a minha opinião, rs.
      Ah! O melhor pra mim é "Férias!", sem dúvidas.
      Beijão

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com