domingo, 3 de junho de 2018

Meu cantinho de estudo


Eu passo a maior parte do meu tempo no meu cantinho de estudo/trabalho. No vídeo abaixo, eu mostrei cada pedacinho para vocês. Espero que gostem!

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Resenha: A luz que perdemos - Jill Santopolo


Título: A luz que perdemos
Autora: Jill Santopolo
Editora: Arqueiro
Nº de páginas: 272
Ano: 2018

Olá pessoal, faz um tempinho que não apareço por aqui, não é? Mas é culpa conta da correria e, apesar de eu não vir aqui com frequência, estou sempre vendo o conteúdo maravilhoso que a Thami e a Ana preparam para vocês. No entanto, apesar de querer ficar falando sobre como me sinto em casa aqui no Historiar, estou aqui para falar de um livro que recebi da Editora Arqueiro. O livro em questão é o A luz que perdemos escrito pela Jill Santopolo, vamos conferir?

terça-feira, 29 de maio de 2018

Do ser humano ao animal: os corpos dóceis de cada época


Gostaria de fazer um convite a todos vocês. Recentemente tive meu artigo "Do ser humano ao animal: os corpos dóceis de cada época" publicado. No vídeo, falo um pouquinho sobre ele.

sábado, 26 de maio de 2018

Resenha: Uma proposta e nada mais - Mary Balogh

Uma Proposta e Nada Mais
Título: Uma proposta e nada mais
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Nº de páginas: 272
Ano: 2018

Olá galerinha, tudo bem? 

O livro de hoje é o primeiro da série Clube dos Sobreviventes da autora Mary Balogh, cujo nome é Uma proposta e nada mais. Este livro chegou até nós do Historiar pela nossa parceria com a Editora Arqueiro. 

Esta é a história de Lorde Trentham, para nós apenas Hugo, que depois de sair como herói de uma batalha muito arriscada vai parar em uma casa que cuida dos soldados sobreviventes da guerra e familiares. Nesta casa, ele e mais alguns amigos formaram o Clube dos Sobreviventes e se reuniam uma vez por ano no local que foi como refúgio para cada um deles. 

sábado, 12 de maio de 2018

Cânone literário


Oi, pessoal! Nesse vídeo eu explico (ou tento explicar) o que é o cânone literário. Além disso, também fiz uma breve reflexão sobre a razão de lermos, geralmente, apenas os clássicos na escola. Espero que gostem!