sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Conto: A corajosa Alice

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Quem aí gosta de ler contos? Eu adoro! E é por isso que hoje eu trouxe um conto infanto juvenil muito fofo, em parte inspirado na série A Seleção, da Kiera Cass. Como eu sei que tem muita gente por aí que adora a série, resolvi compartilhá-lo por aqui, com a autorização da autora, é claro. Quem escreveu esse conto, intitulado "A corajosa Alice", foi a minha amiga Ana Paula Marques. Vamos ler:

Imagem - Fonte
"Certa vez, em uma terra distante de reis e rainhas, havia uma garota linda com olhos cor de jabuticaba, cabelos encaracolados e pele cor de chocolate, essa garota se chamava Alice. Alice era possuidora de uma coragem sem igual, capaz de deixar qualquer garoto com inveja, mas por ser menina, seus pais não a deixavam brincar pelos bosques do vilarejo como acontecia com seus outros irmãos. 

Um certo dia, em seu vilarejo, estava acontecendo algo fora do comum. Haviam uns cavaleiros com as roupas iguaizinhas, todas nas cores vermelho, azul e dourado. No meio desses cavaleiros, havia uma carruagem enorme, toda dourada, de ofuscar os olhos. Dentro dessa carruagem, haviam três pessoas, uma mulher com o vestido mais lindo que Alice já havia visto em toda a sua vida, um homem enorme que não parava de sorrir e um garoto, um pouco maior que Alice. 

Por onde a carruagem passava era uma festa! Todos batiam palmas, tocavam músicas e acenavam para aqueles que estavam dentro da carruagem. Alice entendeu, então, que deveria se tratar do desfile da família real, mas como nunca os havia visto, quis ter certeza perguntando ao seu irmão mais velho: 

— John, o que está acontecendo? 
— É o desfile da família do rei. A mulher bonita é a rainha, o homem mais velho é o rei e aquele garoto é o filho dos dois. 

Alice sempre teve curiosidade de conhecer o castelo, foi então que uma ideia mirabolante surgiu em sua cabeça “se eu conseguir me esconder, pular para dentro da carruagem, consigo entrar no castelo”. A ideia parecia boa, logo Alice se pôs a correr entre a multidão e deu um salto, um salto tão grande que conseguiu alcançar a parte onde eram carregadas as bagagens na carruagem. Ficou escondida ali enquanto a carruagem seguia seu caminho. Depois de muito tempo a carruagem parou. Após esperar um pouco, Alice então se levantou e saiu sorrateiramente do lugar onde havia se escondido. 

O palácio era lindo por fora e o jardim era de tirar o fôlego. Alice resolveu entrar, não tinha conseguido chegar até ali para ficar olhando apenas por fora. Quando cruzou a porta, entrou em uma sala gigantesca, branca com vasos dourados e flores vermelhas, tapetes super macios e com uma escada enorme. Anestesiada pela beleza dessa primeira sala, Alice não notou que tinha sido vista pelo menino da carruagem, que ao vê-la de boca aberta, não conseguiu conter o riso e a ideia de surpreendê-la: 

— Te peguei! 

Alice se virou para o menino, branca feito leite. Pensou em correr porém suas pernas não a obedeciam. Vendo que o garoto ainda ria do susto dela, ela cruzou os braços e baixou a cabeça envergonhada. Vendo o embaraço dela, o filho do rei começou a conversar 

— Ei! Tô brincando com você. Meu nome é Cauã, o seu qual é? 
— Eu me chamo Alice. 
— E você é de onde, Alice? 

Alice não queria responder, pois sabia que se meteria em problemas, querendo ou não, sabia que o que havia feito era errado, não deveria ter invadido o castelo. Novamente baixou a cabeça. 

— Tá bem, não precisa dizer de onde é. Eu vi você na carruagem quando chegamos aqui. 
— Você viu? 
— Vi sim, ouvi um barulho estranho e quis ver o que...

Foi nesse momento que os dois começaram a ouvir gritos e tiros vindos da rua. O príncipe não soube o que fazer, foi então que Alice pegou sua mão e correu escada acima até o fim do corredor, onde tinha um quarto com a porta aberta. Depois de recuperado, Cauã contou que o castelo estava sofrendo ataque de um grupo de rebeldes que não gostavam do rei e de sua família, então Alice quis proteger o novo amigo, o escondeu em um roupeiro e se deitou na cama a espera dos rebeldes. Quando eles chegaram, Alice fingiu estar dormindo e quando um dos invasores chegou peto dela, ela o atacou com os travesseiros, gritando feito louca, pondo os rebeldes invasores para correr do quarto de tanto medo que sentiram da menina. 

Os cavaleiros do rei conseguiram pegar todos os invasores, inclusive os que correram dizendo que havia uma menina doida no castelo. Quando soube que o castelo já era um lugar seguro, Alice abriu a porta do roupeiro para Cauã sair. O garoto, agradecido, pediu aos pais que fizessem um lanche para ele e a menina com direito a bolo de chocolate, doces e refresco. Após o lanche, Alice pediu para os guardas a levarem para a casa, pois seus pais poderiam estar preocupados com ela, e seu pedido foi aceito com uma condição: 

— Amanhã você voltará aqui para podermos brincar – disse Cauã. 
— Com todo o prazer – respondeu Alice. 

E assim foi o início de uma bela amizade que depois se transformaria na mais bela história de amor entre um príncipe e uma menina bela e corajosa."

Escrito por Ana Paula Marques.

35 comentários:

  1. Awwwnt <3 Tem continuação? Achei muito fofo, queria ver a história deles crescidos :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Pois bem, podemos pensar em uma continuação 😍

      Excluir
  2. Olá
    Adorei os personagens e a história. Queria saber mais sobre as características individuais de Alice e de Cauã. No final, dá vontade de conferir mais sobre eles, desde o desenvolvimento da amizade até o romance propriamente dito.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana!
    Achei que apenas a Thami era a ninja dos textos, mas vi que não! Você escreve muito bem, menina!
    Adorei você ter escrito sobre uma amizade e a evolução desse sentimento. Estou muito curiosa para saber o que vem depois, por favor, por favor, traga uma continuação!
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda Bru! Fico feliz que tenha gostado 😍😍

      Excluir
  4. Oi!
    Que texto fofo! Tenho certeza de que deve dar uma bela história de amor com eles crescidos,não? Com certeza merece uma continuação.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou trabalhando nisso, tomara que goste *-*

      Excluir
  5. Que fofoo! Achei engraçado a parte de os rebeldes saírem correndo assustados com a menina doida hahaha quero continuação!


    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando li "A seleção", América mostrou seu jeito corajoso e próprio de ser, mas senti falta de animação. Foi onde quis por em Alice o que senti falta em América. Fico feliz que tenha gostado *-*

      Excluir
  6. Oi, Thami!
    Que conto fofo! Terminei querendo continuação...
    Ah! Te indiquei numa tag
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oi Thami e Ana Paula,
    Que conto doce e delicado.
    Carinhoso, né? <3 Adorei!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que legal o conto de sua amiga, achei super delicado e doce e os personagens super legais. E adoro o desenho para mostrar como são os personagens em si.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  9. Ai que fofo. Parabéns a Ana e a você por divulgar esse conto. Realmente deixa com gostinho de quero mais. De conhecer mais os personagens. é visível a inspiração em A Seleção, mas a narrativa é tão doce e mesmo só com poucas linhas dá para já ser cativado pelos personagens.
    Amei.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super obrigada, sem dúvida essa foi a intenção 😍

      Excluir
  10. Que bonitinho!
    Você deveria aproveitar o gancho e criar uma história. Gostei da forma como você escrever e a inspiração é perfeita <3
    Adorei o conto da Corajosa Alice
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela dica. Estou trabalhando nisso hehe *-*

      Excluir
  11. Olá, tudo bem?
    Adorei o conto, muito simples e inspirador. Parabéns a sua amiga e para você, que tomou o seu tempo para ajudar na divulgação dela.
    Vi que você é parceira da Esther, deixa eu te contar uma coisa... Pare de fazer o que esteja fazendo e corra para ler o livro dela, ele é perfeito! ♥

    https://desencaixados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! :)
      Ai, ai, ai. O livro dela chegou na minha casa hoje de manhã. Preciso ler imediatamente então, haha.

      Excluir
  12. confesso que não sou do time que amou A seleção, mas até que o conto ficou bacana. Parabéns a autora ^^
    achei de uma delicadeza e simplicidade ímpar...
    bjs, flor... ^^

    ResponderExcluir
  13. Hey!
    Bom, eu nunca li a seleção, mesmo estando super curiosa pra começar a fazê-lo. Quem sabe um dia? De qualquer forma, achei esse conto super bem escrito e fofo, fiquei até com um gostinho de quero mais. A sua amiga tem um talento nato, e gostaria de conhecer mais coisas de autoria dela.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Que fofo! Gostei! Quando você citou a série A Seleção, fiquei curiosa, e acabei gostando do conto. Vai ter continuação?
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está quase pronta a continuação, fique de olho no blog. *-*

      Excluir
  15. Oie.
    Que clima fofo e delicado esse que foi criado, gostei disso. Kkk e apesar de gostar de A Seleçao tenho minhas reservas com a saga.
    Bjokas

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Não costumo ler muitos contos, mas achei bem legal esse ser baseado nos livros de A seleção pois é uma série que quero ler no futuro.
    Achei muito fofo como no conto mostra a interação entre as personagens e que isso no futuro se tornaria uma grande história de amor.

    leitoradescontrolada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oie!
    Achei super fofinho! 😍
    Bom saber que as pessoas ainda escrevem contos de fadas e tals.
    Eu apoio uma continuação!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  18. Aaawwwnnn que amor, que amor! Amei! De verdade, que conto bem escrito, personagens tão sutis e apaixonantes. Parabéns!

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    O conto é bem curtinho, mas a história é lida e renderia uma história maior com certeza.
    Adorei!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    AAAAh que conto mais lindo! mega apaixonante e gostei de ver que foi baseado em A seleção, apesar de eu não ter lido a série ainda, achei o conto uma graça e muito bem escrito, meus parabéns!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com