sábado, 3 de janeiro de 2015

Resenha: A Maldição do Cigano - Stephen King


Sinopse: Um advogado gordo mata por atropelamento uma senhora que casualmente é filha do patriarca de um clã de ciganos. A vingança do velho se resume em uma maldição: Billy Halleck emagrecerá a cada dia, por mais que coma, até se transformar em nada mais que um feixe de ossos.

É interessante quando o ser humano finalmente descobre que o horror pode o divertir. Com A Maldição do Cigano, um livro de Stephen King, escrito pelo pseudônimo de Richard Bachman, eu pude descobrir essa característica em mim. Nem tudo o que me assusta é dispensável. Algumas vezes é uma forma garantida de entretenimento.

Billy mora com a esposa Heidi e a filha Linda. Ele é um homem bem grande: Pesa 111 quilos e é muito feliz e realizado profissionalmente como advogado. Mas um dia, ele se envolve num acidente de carro que o condenará a uma maldição feita por um velho cigano.

Billy vai perdendo os seus 111 quilos rapidamente. No início, a hipótese de um câncer não é descartada, mas logo os médicos dispensam essa ideia. Billy se encontra em um estado de saúde perfeito e ninguém consegue descobrir o que realmente está acontecendo com ele. Mas Billy sabe que o único capaz de lhe dar uma resposta e quem sabe, livrá-lo da maldição é o velho cigano de rosto carcomido, e é atrás dele que ele esta destinado a ir.


Mas, além do problema de Billy, outros casos suspeitos e inexplicáveis aconteceram com algumas pessoas da cidade onde mora. E todas essas pessoas tiveram alguma ligação com o cigano.

Aterrorizante pode ser uma palavra perfeita para descrever o livro. Possui um toque de terror, um estado nublado, uma preocupação evidente e é claro: Um mistério. É o segundo livro do autor Stephen King que leio e dou a minha palavra de que a leitura realmente vale a pena. As palavras são como imãs, algumas vezes é impossível largar o livro e continuar depois.

Os personagens não são tão amáveis, mas isso não é um fato que possa impedir alguém de não se agradar com a história, ao menos é o que eu acho. Eles são reais. É essa é a palavra. São descrições de pessoas reais, pessoas que você alguma vez já viu durante a vida. Eles não são muitos... É um número bem considerável. Por exemplo, você provavelmente não vai esquecer quem é quem.

Posso concluir dizendo que o final é tão inesperado quanto todo o decorrer do livro. E mais: A leitura vale muito a pena.

9 comentários:

  1. Oi, flor, tudo bem?

    Sei que o King é um super clássico, mas não consigo me interessar pelos livros dele. Não fazem o meu estilo, sabe? Mas que bom que você gostou da leitura.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kel,
      Obrigada pela visita! Tudo bem e você?
      Sim, eu entendo sim. Existem autores que grande maioria ama e eu não consigo me interessar também, rs.
      Beijão

      Excluir
  2. Gênio!!! Apenas!

    Criei uma promoção do dia do fotográfo + aniversário de SP, venha participar!
    http://abelanaoafera.blogspot.com.br/2014/12/promocao-dia-do-fotografo-e-aniversario.html

    ResponderExcluir
  3. Oii, Thamiris, tudo bem??
    Eu li meu primeiro livro do Stephen King no finzinho do ano passado e me apaixonei, hoje estou esperando mais dois chegarem aqui em casa haha. Eu adorei sua resenha, com certeza A Maldição do Cigano vai entrar para a minha lista de 2015 ^^
    Abraços!
    http://enjoythelittllethingss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Thá,
    Fico feliz que tenha voltado, senti sua falta.
    Sou fã do Stephen King desde sempre rs, brincadeira.
    Adorei conhecer esse livro, ainda não sabia de sua existência e fiquei muito interessada, espero ler em breve.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Tha!
    adoro o jeito como ele escreve, é bem como você disse: personagens reais.
    eu li os clássicos dele, mas ainda pretendo ler esse e tantos outros maravilhosos que ele escreveu <3

    quando vai postar a próxima crônica sua? saudades de ler teus textos <3

    beijão

    ResponderExcluir
  6. Oi Thamiris, tudo bom??
    Este ano decidi querer me aventurar em livros de terror ( porque já não assisto filme de terror por medo, imagina ler livros assim? Não confio muito na minha imaginação não), por incrivel que pareça por conta de um livro do King, quero muito ler It, a Coisa. Talvez leia este tambem, se não ficar traumatizada para sempre :)
    Beijos
    Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  7. Amei seu blog, é um encanto!!

    Bjs, Silene!

    ResponderExcluir
  8. Ainda preciso descobrir que o terror pode divertir, quase não leio livros do gênero. Gostei da sua resenha.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com