terça-feira, 6 de maio de 2014

Resenha: A Menina que Roubava Livros - Maskus Zusak

Sinopse: A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.

Calor. Esquecendo o fato de que, lá fora, o dia sustenta um frio confortável. Sensação de perda. Esquecendo o fato de que o livro, bendito seja, está aqui, ao meu lado. Quantas vezes eu quase me submeti ao ato de chorar diante de algumas folhas de papel? Porque não me submeti a este ato, totalmente provável e inteiramente justo?

A Menina que Roubava Livros me fez sonhar. Literalmente. Hitler tomou conta de dois sonhos que tive. Sonhos sem sentido, semelhantes a suas ações. Poucos livros me fizeram sentir o que esse livro me fez. Ele despertou em mim as mais diversas emoções que eu simplesmente estou inapta de explicá-las.

“Eis um pequeno fato – Você vai morrer.”

Liesel Meminger, a roubadora de livros, rouba muito mais que livros. Ela rouba pessoas e seus respectivos corações. A Menina que Roubava Livros se passa durante a Alemanha Nazista. “Heil Hitler”. Essa triste e enojada época foi palco de uma história brilhante e inesquecível. E, quem deu vida a ela foi o escritor Markus Zusak. O que posso dizer é que minhas expectativas quanto ao livro, foram alcançadas da melhor forma possível. O livro é repleto de revelações fantásticas e poesias incríveis. 


E ah, por consideração a incrível narradora, termino de escrever estas palavras com sua última frase: “Os seres humanos me assombram.”

10 comentários:

  1. Já li esse livro e fiquei completamente apaixonada.
    Amo tudo relacionado a 2ª Guerra Mundial, mas esse livro tocou fundo no meu coração.
    Afinal, quando a morte conta uma história temos que parar e ler.
    Beijos e excelente indicação.
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Thamiris, tudo bem?
    Eu nunca tinha lido esse livro até sair essa edição. Achei maravilhosa me intrigou bastante. Não gostei do começo desse livro, achei muito morno. Mas por insistência das minhas amigas não desisti.
    E foi a melhor coisa que fiz, me apaixonei.
    É fabuloso. Adorei sua resenha.
    Tenha uma ótima semana
    Bruna Marie - WTF.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem sim e você?
      Viu? Imagine se desistíssemos sem pensar duas vezes... Que bom que gostou da resenha, fico feliz!

      Você também tenha um bom final de semana, beijo!

      Excluir
  3. Amo esse livro e o filme também.
    http://thamirisdondossola.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ganhei o livro na escola (sim, na escola) e me apaixonei pela história, um dos livros mais lindos que já li!

    Beijocas e parabéns pela ótima resenha!

    http://des-construindooverbo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que legal Alexandra... Minha escola nunca deu livros, rs.
      Obrigada, beijos!

      Excluir
  5. Ainda não tinha visto fotos do livro com a capa do filme, achei o máximo essa figura da folha de rosto. Eu tinha o livro com a capa original. É uma leitura realmente maravilhosa!
    Beijoo
    http://sem-spoiler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu!
    Sim, eu também adorei a figura e o livro ficou lindíssimo!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com