quinta-feira, 12 de novembro de 2015

O que der na telha - com DeCastro #13


‘Bem, e se eu estiver enganado?’, pensou súbita e involuntariamente. ‘Se de fato o homem, quero dizer, o gênero humano, não for canalha? Então tudo o mais não passa de preconceitos, tão-somente espantalhos para pôr medo... então não há qualquer limite... e é assim mesmo que deve ser! ... (Crime e Castigo)

Dá-me um cigarro! Ler Dostoiévski na hodierna sociedade significa duas coisas: 1) você tem bom gosto e certamente não lerá, exceto se for ameaçado, livros comerciais; e 2) irás refletir sobre a condição humana, principalmente no que tange a discursos.

Esmagadoramente os formadores de opinião, aquilo que tecnicamente se chama de meios de comunicação- tem quem prefira usar o termo “meio de vulgarização” e eu sou um desses-, estão encharcando o público de opiniões impensadas e sem fundamento.

Quando Raskólnikov se pega pensando com seus botões a epigrafe acima citada, podemos perguntar-nos: será que penso por minha conta ou de fato apenas reproduzo um discurso? 

As pessoas se transvestem de informações sem nenhum crivo, são espantalhos horrendos que procuram botar medo. Sim espantalhos, afinal um espantalho tem forma humana, usa roupas humanas, mas no entanto não o é. E não é pois falta-lhe a ânima, assim como a maioria dos transeuntes: corpos vazios e insignificantes que desfilam por ai com aparência daquilo que não são: humanos.

DeCastro

2 comentários:

  1. Flor, adorei o post!!!
    E concordo em gênero, número e grau!!
    Muito bom ;)

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, parabéns!
    E o trecho de "Crime e Castigo" foi muito bem selecionado.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com