sexta-feira, 28 de julho de 2017

O que há de errado com a humanidade? - #ESM Julho

Meu coração chora, ainda que meu rosto esboce um sorriso. Por dentro, frequentemente estou chorando, e enquanto nada mudar, as lágrimas continuarão a cair.


É muito simples, o que há de errado com a humanidade é a falta de empatia. Isso mesmo. A falta de empatia proporciona todos os males que hoje nos norteiam: preconceito, corrupção, agressão, especismo. Quero focar neste último. Acredito, loucamente, que a relação das pessoas com as outras pessoas poderia mudar, se a relação que as pessoas têm hoje com os animais fosse diferente. Si odias la violência, no te alimentes de ella.

É isso, portanto, o que há de errado com a humanidade para mim. Como algumas pessoas ousam pregar pela bondade se no seu próprio prato existe tanta violência? É a falta de empatia para com as demais espécies que não são humanas. Acredito, mais que loucamente, que se a nosso posicionamento perante o direito de viver dos animais fosse outro, que se ele fosse coerente, nós daríamos um grande passo, e todo esse grande erro que norteia a sociedade, e todos esses problemas de caráter e maldade e loucura, poderiam começar a se resolver. 

O amor é um sentimento tão belo! Contudo, torna-se totalmente contraditório se não for sentido por todos os seres viventes. Isso parece confuso? Parece até mesmo contraditório? Sim! É claro que sim. Como tudo na vida é. A única coisa que está totalmente clara é a falta de empatia. Nós, da espécie humana, vamos sem empáticos, pois, com todos, não somente com alguns, os mais favorecidos, os mais "evoluídos"!

Por Thamiris Dondóssola.

+ Informações sobre o projeto Escrevendo sem medo: aqui.


8 comentários:

  1. Oi, Thamiris! Belas palavras. Obrigado por proporcionar-me um momento tão reflexivo ao ler um texto tão simples e, ao mesmo tempo profundo. Parabéns, você usa as palavras de uma forma tão linda, ora é sensivelmente poética e ora é profundamente reflexiva. E, às vezes é realista, dando um soco na cara da sociedade. Eu adoro ler seus escritos e um abraço!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciano.
      Muito obrigada pelos elogios, é muito bom saber que gosta dos meus textos. Continue acompanhando o blog! 😊
      Um abraço!

      Excluir
  2. Oi Thami
    Anteontem eu assisti Okja e eu nunca me senti tão mal por comer carne do que assistindo o filme e agora, pensando nele. Eu sempre tento me informar sobre as coisas que consumo, como são produzidas e tals, mas acho que nunca vamos ter a verdade nua e crua. Eu não sei se conseguiria me tornar vegetariana, por culpa da nossa cultura mesmo, mas acho que todos podemos criar mais empatia pelos seres que habitam no mesmo mundo em que a gente. como a Paola sempre diz no Masterchef: respeite e honre a vida do animal que morreu para que você pudesse ser alimentado.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lary!
      Ainda não assisti "Okja", estou procrastinando porque sei que vou sofrer.
      Ainda que eu não concorde com suas palavras ou palavras dessa moça, Paola, pois comer animais não é uma questão de sobrevivência, obrigada por expor sua opinião. É sempre bom vê-la por aqui. ❤
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Thamiris,
    lindo texto e bem reflexivo. O amor sentido pelo ser humano deveria ser na mesma intensidade do sentido pelo animais: incondicional.
    bjs

    Amor Por Livros
    http://amo-os-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Renata.
      Obrigada pelo elogio. ❤
      Eu concordo com o que disse, só que da forma inversa, devíamos sentir pelos animais, o mesmo grau de amor que nos dispusemos a sentir pelos seres humanos.
      Beijos

      Excluir
  4. Thamiris lindona, acho que meu texto sai hoje ou no máximo amanhã. Não sei se vc está acompanhando mas estou firme e forte no projeto, muito interessante!!!
    Esse tema desse mês foi forte mas ao mesmo tempo bem próximo da nossa dura realidade. Interessante a linha de pensamento que você seguiu. Empatia é essencial, mas ainda penso que o amor verdadeiro junto com a compaixão e caridade acabam englobando todas as outras mudanças de comportamento necessária para um mundo melhor. Sei que é difícil, mas ainda tenho fé e esperança.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline.
      Que bom saber disso. :)
      Concordo com você a respeito do que trata o tema do mês.
      Obrigada pela visita!
      Beijocas

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com