quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Resenha: Quarenta dias - Maria Valéria Rezende



Título: Quarenta dias
Autora: Maria Valéria Rezende
Editora: Objetiva (Alfaguara)
Nº de páginas: 245
Ano: 2014

Quarenta dias, de Maria Valéria Rezende, é mais um livro especial e único que eu andei lendo. Convido você a conhecer Alice, uma professora aposentada de quase sessenta anos que é praticamente obrigada pela filha única, Norinha, a se mudar de João Pessoa (o lugar em que Alice sempre viveu) para Porto Alegre. Adivinhem o motivo! A filha de Alice quer ter (ainda não está grávida) um filho e quer que a mãe more perto dela para assumir a profissão de avó.

Alice, mesmo não estando muito satisfeita com a proposta da filha, acaba em Porto Alegre, praticamente sozinha e sem rumo na vida. Mas tudo muda com a ligação de uma de suas amigas de João Pessoa, que pede para Alice procurar por Cícero, o filho de outra amiga que está desaparecido em Porto Alegre, pois não dá notícia de vida a muito tempo.

“Em resumo, o certo pra ela era que eu, afinal, já tinha chegado ao fim da minha vida própria, agora o que me restava era reduzir-me a avó.” (p. 26)

No meio da mudança, Alice encontra um velho caderno com uma Barbie na capa. É nesse caderno que ela conta toda a história de Quarenta dias, por meio de uma escrita inteligente, engraçada e profunda.


É o segundo livro que leio com uma protagonista mais velha. O primeiro foi Nossas noites, do Kent Haruf. Preciso dizer como isso é importante! Como é importante sairmos da zona de conforto, com aquelas habituais personagens jovens. Alice é uma personagem única, eu a adorei do início ao fim. Ela não queria ir para Porto Alegre somente por causa da vontade de engravidar de sua filha, e você pode ver isso como algo egoísta e ruim, mas não é. Simples assim. Não é. Alice tinha uma vida em João Pessoa, ela tinha uma rotina, tinha amigos, conhecia tudo ao seu redor e gostava daquilo, não queria mudar, tinha planos para o seu futuro. Alice acabou aceitando partir para Porto Alegre apenas por vergonha, pois todos a sua volta conseguiram fazer com que ela acreditasse que não tinha mais o que viver, que agora, assumir o papel de avó seria o ideal. Conclusão: Alice acabou se sentindo mal por pensar um pouco em si, e se mudou.

“Que remédio senão obedecer? Eu já estava pegando o jeito de me comportar como filha da minha filha.” (p. 74)

Quando já está em Porto Alegre, é com a busca por Cícero que Alice acaba finalmente se reencontrando. Não posso revelar muito sobre isso, a forma com que Alice “procura” Cícero, mas saibam que ela passa quarenta dias vivendo de uma forma totalmente nova para ela, e as suas descobertas são extremamente interessantes. É ali, enquanto procura por Cícero, que Alice acaba se reencontrando, percebendo-se novamente, num lugar tão desconhecido e novo para ela. É por isso que eu poderia dizer que esse livro é um livro sobre reencontrar a si mesmo, dar uma nova motivação para a nossa vida quando somos obrigados a deixar algo que gostamos muito para trás. 

A ambientação do livro é muito bacana, pois ela faz com que apareçam, ao longo das páginas, personagens reais, pessoas que nós vemos todos os dias, com suas qualidades, defeitos e manias. E Alice, é claro, reinando no meio delas, com todas as suas características tão humanas e tão carismáticas.

Quarenta dias é um livro para fugir da rotina. O assunto é novo, é inusitado, é surpreendente! A protagonista é inesquecível e o enredo é muito bem construído. Alguns disseram que o começo estava bom e que da metade para o final o livro acabou se perdendo. Eu não tive essa sensação. E acredito que as páginas tomaram um rumo certo de acordo com o drama que Alice vivia. Se eu gostaria de mais detalhes? Talvez, mas por curiosidade de leitora, pois acredito que a essência da história foi bem transmitida, e isso é o suficiente.


REZENDE, Maria Valéria. Quarenta dias. Rio de Janeiro: Objetiva, 2014.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com