sábado, 20 de janeiro de 2018

Resenha: Entre irmãs - Frances de Pontes Peebles


Título: Entre irmãs
Autora: Frances de Pontes Peebles
Editora: Arqueiro
Nº de páginas: 572
Ano: 2017

Entre irmãs, livro de Frances de Pontes Peebles, publicado pela editora Arqueiro, é um livro sobre família e laços que, mesmo com a distância e as consequências da vida, jamais são cortados.

Emília e Luzia são irmãs e moram com a tia Sofia, por conta da morte de seus pais. Elas são as melhores costureiras de Taquaritinga, uma cidadezinha simples do interior. As irmãs se amam, mas são completamente diferentes uma da outra. Emília quer se casar com algum homem sensível e cavalheiro da capital e sair logo do lugar onde vive. Já Luzia, por ter um braço deformado, não tem muitas esperanças para a sua vida, então passa seus dias costurando e rezando pela felicidade da irmã e pela saúde da tia.

De repente, a vida dessas duas moças muda completamente. Luzia é levada pelo bando de cangaceiros liderados pelo Carcará e sua vida começa a mudar completamente enquanto ela se transforma em uma cangaceira também. E pouco tempo depois, com a irmã desaparecida e a morte da tia, Emília se vê realizando seu sonho de se casar e se mudar de Taquaritinga, mas todas as coisas não são como ela esperava.

Emília e Luzia ficam sabendo da vida uma da outra por meio dos jornais. Enquanto Luzia tem a visão de que Emília se tornou uma mulher respeitável para a sociedade, Emília se dá conta de que a irmã agora é uma das líderes do bando do Carcará.

"- Eu fecho o meu corpo - disse ela então, e o lado esquerdo do rosto do Carcará se ergueu num sorriso." (p. 92)

Entre irmãs é um livro recheado de detalhes, e boa parte desses detalhes são baseados em histórias que realmente aconteceram, como por exemplo, o fato de os cangaceiros existirem. A história é, de modo geral, muito bem construída, tão bem construída que eu vibrava muito a cada ponto bem amarrado pela autora. É um livro longo, então detalhes são uma consequência, e apesar de amar imensamente essa história, algumas vezes os detalhes me entediaram um pouquinho.

A princípio, eu me senti atraída apenas pela história de Luzia, seu relacionamento com Carcará, sua evolução no bando de cangaceiros. Luzia é a minha favorita, não há como negar, e ela é uma personagem extremamente bem construída, minha nossa! Mas, com o decorrer das páginas, Emília foi se mostrando uma personagem muito especial também. Depois de casada, ela se envolveu com questões dos direitos das mulheres e o feminismo é bastante exposto por meio das ações de Emília (além, é claro, de também ser exposto por meio de Luzia, afinal, ela é a primeira cangaceira mulher). Isso e outras atitudes suas me fizeram admirar Emília também.

"- Os homens de verdade assumem a responsabilidade pelo que fazem. Não ficam botando a culpa na sorte. Ou nas mulheres." (p. 280)

Depois que você entra na história de Entre irmãs, é quase impossível largar o livro, tudo é muito instigante, o leitor precisa saber o que vai acontecer com Emília e Luzia, se elas vão se reencontrar algum dia, como estão vivendo, se estão felizes, se pensam uma na outra. E tudo isso em meio a muita política, com a eleição de Getúlio Vargas, e medo, com o bando de cangaceiros do Carcará, que faz uma série de ataques em várias cidadezinhas. 

Entre irmãs também aborda o problema que é a seca, a violência exagerada, o preconceito e também o bullying (com Luzia sendo chamada de “Vitrola”), além de abordar o amor e como ele se constrói em situações inusitadas, a importância que uma irmã tem para a outra e mais uma porção de temas em suas 572 lindas páginas.


Se você procura ou gosta de histórias intensas, Entre irmãs é o livro ideal. Também é uma fonte de conhecimento sobre costumes e o que estava acontecendo no Brasil nos anos de 1920 e sequência. É um livro incrível, com uma história arrebatadora que pode prender o leitor de uma forma inexplicável. Leia! Apenas assim você entenderá a grandiosidade desta obra.


PEEBLES, Frances de Pontes. Entre irmãs. São Paulo: Arqueiro, 2017.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com