sexta-feira, 10 de março de 2017

Resenha: Um gato de rua chamado Bob - James Bowen

Sinopse: James é um músico de rua lutando para reerguer-se. Bob É Um Gato de Rua à procura de um lugar quente para dormir. Quando James encontra Bob no corredor de seu prédio, não tem ideia do quanto sua vida está prestes a mudar. Ele, despretensiosamente, cuida de Bob e, depois, permite que o gato siga seu caminho, imaginando que nunca o verá novamente. Mas Bob jamais o abandonaria... “Um Gato de Rua Chamado Bob” é uma sensação internacional, permaneceu na lista dos mais vendidos na Inglaterra por 52 semanas consecutivas e foi publicado em 26 países ao redor do mundo. Uma história comovente de superação sobre uma improvável amizade entre um homem e o gato que o adotou e transformou sua vida completamente.


Os animais são criaturas poderosas. Muitas vezes, eles entram em nossas vidas por puro acaso (ou obra do destino, você escolhe) e quando percebemos, não conseguimos mais imaginar o mundo sem a presença deles perto de nós. Foi isso o que aconteceu com James Bowen. Num dia qualquer, o músico de rua encontrou o laranjinha Bob no corredor de seu apartamento. A princípio, imaginou que o gato fosse de algum morador, mas descobriu que essa não era a realidade do felino. Bob era um gato de rua e estava bastante debilitado. 

Bowen, que sempre teve uma relação muito próxima dos gatos, levou Bob até seu apartamento para tentar ajudá-lo, depois ele veria o que ia fazer com o bichano. No entanto, a partir do momento em que Bob se aproximou de Bowen, algo mágico aconteceu. Bob se encontrou em Bowen. E Bowen encontrou em Bob a sua salvação. Eles não se separaram desde então.


O que temos em Um gato de rua chamado Bob, além de um gatinho apaixonante, é a trajetória real de James Bowen pela sobrevivência, ao lado de seu amigo de quatro patas, Bob. Ao mesmo tempo em que narra o seu primeiro encontro com Bob e a amizade que surgiu entre eles depois disso, o autor também nos dá noções da sua vida. Bowen sempre teve uma vida bastante complexa, depois de sumir do mapa para a família, ele se viciou em heroína e morou nas ruas. No momento em que encontrou Bob, ele estava num processo de recuperação, tentando se livrar completamente do vício, e é com respeito a isso que chamo a atenção para um fato: achei de muita consciência e sensibilidade, Bowen se questionar tanto quanto ao fato de ter um gato em sua vida. Desde quando percebeu que Bob ficaria com ele, ele passou a ter a preocupação de que as coisas seriam diferentes, ele não estaria por si só, teria uma vida para cuidar e proteger. Fiquei encantada com o senso de responsabilidade que aflorou em Bowen desde o princípio. Se todas as pessoas pensassem assim, talvez nós não tivéssemos tantos casos de maus tratos aos animais.

"Não sei por que, mas a responsabilidade de cuidar dele blindou-me um pouco. Senti como se tivesse um propósito extra em minha vida, algo de positivo a fazer por alguém - ou por um animal - além de mim mesmo." (BOWEN, 2016, p. 21)

Há algum tempo, eu adotei uma cadelinha, a Nina, que apareceu na rua da minha casa. Algumas vezes me pego pensando sobre o passado dela. Como ela era antes de ser minha amiga? O que aconteceu com ela até ela chegar aqui? Bowen também faz esses questionamentos e muitos outros ao longo do livro a respeito da vida de Bob antes de ele aparecer no apartamento. Eu me identifiquei bastante com esses questionamentos, assim como me identifiquei pelo amor que Bowen sente por Bob, bem como a proteção que ele sempre quer dar ao seu bebê. 

Outro ponto muito bacana do livro são as reflexões de Bowen a respeito da humanidade. Quando ele ia se apresentar na rua, muitas pessoas se apaixonaram por Bob e passaram a notar com maior frequência a presença do próprio Bowen. Com os gestos de amor de algumas pessoas, Bowen voltou a ter esperança no mundo e na humanidade de modo geral.

"Eu estava abobalhado. Tais atos espontâneos de generosidade não haviam exatamente feito parte de minha vida nos últimos anos. Atos aleatórios de violência, sim; de bondade, não. Foi uma das maiores mudanças que Bob trouxe consigo. Graças a ele, redescobri o lado bom da natureza humana. Havia começado a depositar minha confiança - e minha fé - nas pessoas novamente." (BOWEN, 2016, p. 139)

Um gato de rua chamado Bob é um livro confortável e pode ser lido por qualquer pessoa, gostando ela de animais ou não. O livro nos faz refletir sobre luta, superação, amizade, amor, e como um animal pode transformar a vida das pessoas. Bob transformou a vida de James Bowen, assim como todo animalzinho pode transformar as nossas vidas, basta dar a eles muito amor.


Referência: BOWEN, James. Um gato de rua chamado Bob. São Paulo: Novo Conceito, 2016.

8 comentários:

  1. Vi que vai sair o filme desse livro. Gostaria muito de assistir!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Thamiris. Faz um tempão que eu estou querendo ler esse livro e, sua resenha só fez despertar em mim a imensa vontade de lê-lo. Acredito que irei gostar muito da leitura. Abraços!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Thamiris! Esse livro ficou um tempo no topo dos mais indicados, prometi lê-lo depois e acabei o esquecendo. Realmente é uma história bonita, acho que os animais são sagrados, observe quanta transformação um animalzinho pode causar na vida das pessoas! No texto para o projeto ESM deste mês contarei uma história pessoal com um bichinho de estimação, sai no dia 20. Excelente resenha, como sempre . Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria! Obrigada!
      Sem dúvida, animais são anjos de quatro patas.
      Ahhhhh, que bacana, fiquei bem curiosa para ler o teu texto.
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Thamiris!
    Eu nunca tive animais de estimação e não sou muito apegada a bichinhos. Mesmo você dizendo que a história poderia ser lido por qualquer um, devido aos temas que aborda, acho que não teria o mesmo impacto sobre mim.
    Beijo,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com