quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Não julgue um livro pela capa!

Que atire a primeira pedra o leitor que nunca, jamais, em hipótese alguma, julgou um livro pela capa? Quase todos nós já fizemos isso muitas e muitas vezes. Não seria um problema se nós, com frequência, não estivéssemos perdendo uma bela história. Mas o contrário pode acontecer. Ao desdenharmos um livro somente por sua capa, podemos estar perdendo um conteúdo incrível e inesquecível.


Foi quando a minha amigo Rosi me emprestou um dos livros que marcou a sua infância, Morgana, a Feiticeira do Amor, que eu percebi que pelo meu preconceito contra algumas capas, com certeza deixei ótimas histórias para trás. Confira o vídeo e entenda melhor:


Se vocês gostaram do vídeo, se inscrever no canal me deixará muuuuito feliz. Não esqueçam de comentar aqui em baixo do que vocês imaginavam que o livro se tratava. Um super beijo! 



23 comentários:

  1. Eu também julgava livros pela capa,até ler o livro Recomeço de Cat Patrick.A capa desse livro não me agradou nem um pouco,eu ficava com receio de lê-lo,ate que li e simplesmente amei,com certeza é o meu livro favorito da vida!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu só? Algumas vezes a gente perde o melhor livro da nossa vida, haha. *-*

      Excluir
  2. Na maioria das vezes julgar pela capa não é bom.. Mas confesso que isso já me ajudou em alguns casos hahahahah

    Beijooos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser, Raí. Mas você leu os livros que você julgou? Me conte mais sobre isso, hahaha.
      Beijos ♥

      Excluir
  3. Oi Thamiris! Pela capa imaginei ser uma mulher que arrebatasse homens de tanta paixão. Realmente, apenas pela capa eu não leria. Infelizmente julgamos livros pela capa sim, mas com o tempo passei a valorizar outros elementos como resenhas em blogs, nota no skoob, se já li algum texto do autor. A capa é a primeira que me atrai, mas depois de algumas decepções aprendi a considerar outros elementos. Edições caprichadas, com capa dura, também são chamativos para que eu enxergue o livro, mas não são o único motivo das minhas últimas compras. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria.
      Obrigada por responder a minha pergunta. Essa também foi a minha primeira impressão do livro.
      Esses elementos que você mencionou são ótimos auxiliadores mesmo.
      Enfim, obrigada por compartilhar sua opinião conosco.
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Thami,
    Você sabe o que pensei desse livro quando me mostrou no wpp. Eu tenho essa mania chata de julgar as obras pela capa e costumo não ler livros com capas que não me atrai. Acho que a capa bonita é a primeira coisa que olho num livro. Fiquei muito interessada nesse livro e acho que a premissa dele é fascinante.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bru!
      Eu também tinha essa mania, depois da experiência que tive com o livro em questão, mudei.
      Obrigada pela visita.
      Beijos

      Excluir
  5. Infelizmente sempre acabamos julgando os livros pela capa(quer ver em feirinhas de livros baratos!). O contrário também aconteceu comigo no ano passado, a capa linda e o livro simplesmente sem graça alguma. E bom ver que tu acabou amando o livro, seguirei teu exemplo. Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Ana!
      Mais um motivo para não julgarmos pela capa, e sim, pelo conteúdo.
      Beijos

      Excluir
  6. OI, Thamiris
    Ainda não conhecia o livro. Realmente eu acho que o julgaria pela capa, se bem que ela é um pouco atrativa sim.
    Adoro livros que tenham reflexão sobre a escravidão.
    Você tão meiguinha no vídeo, adorei! Não sei se era problema aqui, só estava bem baixinha sua voz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leticia!
      Obrigada pela visita.
      Acho que a voz ficou baixa mesmo, vou melhorar isso.
      Beijocas

      Excluir
  7. Olá!
    Julgar um livro pela capa, quem nunca?
    Às vezes a capa não é bonita, mas a história é perfeita, e o inverso também acontece, uma capa lindíssima e uma história nada boa. Os dois casos já aconteceu comigo.
    Não conhecia Morgana, a feiticeira do amor, e pela capa imaginei uma história completamente diferente. Além de não ter a ver com o que pensei, acredito que seja uma história bastante profunda, que causa muitas reflexões no leitor, principalmente pelo tema abordado.
    Fiquei curiosa para conhecer.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca?!
      O que você falou é verdade, o contrário do mencionado no vídeo também pode acontecer.
      A estória da Morgana é muito profunda sim. Profunda e reflexiva!
      Beijocas 💕

      Excluir
  8. Como estudante de design é uma das minhas funções julgar livros pela capa. Acho essa ideia de que não se julga, bastante obsoleta, não falo logicamente de obras antigas que pertencem a outra estética, que é justamente o caso da capa do livro que você citou. Ela não é feia é só antiga e condizente com a época que ele foi lançado. Mas acho que no caso de obras novas os autores devem ter no minimo o cuidado de investir em capas que instiguem o leitor.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar sua opinião conosco, Kris.
      Eu andei aprendendo bastante e decidi parar de julgar os livros pela capa, sejam eles antigos, com capas da época, ou não. É uma questão minha e tal, algo que não estava sendo saudável para mim.
      Beijocas

      Excluir
  9. Essa questão de não julgar um livro pela capa é muito interessante e importante. Concordo que não podemos deixar de dar uma chance a um livro apenas por uma capa feia, mas penso que nesse mundo cheio de competição os autores precisam sim buscar colocar em suas histórias as capas mais atrativas possíveis.
    Mas que bom que você deu uma chance a esse livro antigo e gostou tanto. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu de fato tenho preconceito com várias capas, já que é a primeira coisa que me chama a atenção em um livro. Preciso perder esse preconceito, mas confesso que é bem difícil. Adorei esse seu vídeo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. A história é realmente tocante Thamiris, o título até é sugestivo, mas a capa realmente passaria batido, sabia que eu tenho uma pinta bem pertinho do olho, me identifiquei com essa parte. Bjkas

    ResponderExcluir
  12. Oi Thami
    Eu tenho problema com capas, mas é bem mais na hora de comprar e fotografar do que na hora de ler. Sinceramente, leio o que cair na mão. Descobri que não estou pronta pra ler clássicos, mas tirando isso, leio de tudo hehe

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com