segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Eu li e... #24

Olá leitores, tudo bem?

Hoje trago mais um livro para a coluna "Eu li e...". Dessa vez, falarei de uma leitura que foi bem ambígua, que me fez gostar e não gostar ao mesmo tempo, mas que foi gratificante ter lido, então, vamos lá.


O livro escolhido é: Essa luz tão brilhante da Estelle Laure, vamos conferir:

Resumidamente, Essa luz tão brilhante nos apresenta à história de Lucille, uma menina de 17 anos que vê sua vida ruir após o surto do pai, que foi internado, e a fuga de sua mãe. Ela fica sozinha para cuidar de sua irmã e precisa fazer de tudo para que as pessoas não saibam que elas foram abandonadas, ou serão separadas. Em contrapartida, Digby, o irmão gêmeo de sua melhor amiga e sua paixão, parece começar a enxerga-la de uma forma diferente. Poderia a melhor coisa de sua vida acontecer no pior momento?

Minhas Impressões:

Como disse no começo da postagem, essa leitura foi bem ambígua. Ao mesmo tempo em que quis pegar a protagonista no colo, abraçar e falar que ia ficar tudo bem, queria dar um chacoalhão nela e falar para ela crescer.

Eu sei que não é fácil ser abandonado e ficar na situação que ela ficou, mas não aceito o que ela fez. Foi como se apenas o problema dela existisse e ele fosse maior do que todo o resto, coisa que não é verdade, não é? Essas suas atitudes me fizeram pensar que ela era extremamente egoísta, mas, conforme a leitura foi transcorrendo, percebi que ela não era egoísta, mas, sim, uma menina forte e determinada que apenas sabia o que fazer com sua vida e que aquilo era sua válvula de escape.

Depois de certo ponto a leitura, que antes era extremamente arrastada e cansativa, tornou-se viciante e foi impossível parar de ler até chegar na conclusão – que não foi tão bem concluída assim. E aí está mais ponto que não me agradou: o livro tem continuação, algo que não era necessário, pois temos uma obra de apenas 208 páginas. A autora poderia muito bem ter feito tudo em apenas um volume. Aí surge a dúvida: Será que isso é uma jogada de marketing ou foi essencial?

Vocês já leram esse livro? Acham que podem gostar? Contem nos comentários o que acharam das minhas impressões.

Beijos e até a próxima!

Por: Bruna Costabeber, Um Oceano de Histórias

9 comentários:

  1. Oii!

    Se não me engano já li outras resenhas que foram críticas quanto a protagonista desse livro também. Não sei se eu leria, fiquei bem divida agora.. haha

    Beijos

    ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parece ser legal quando lê resenhas, mas geralmente as avaliações não são tão admiráveis!
    https://grandemetamorphose.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. eu ja li e curti bastante... achei Lucie uma menina muito forte, mas que também aprendeu algo importante: confiança
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Thami!

    Não fazia ideia da história desse livro. Eu sempre vi a capa dele por aí. E deixa eu te dizer, essa história (esse enredo? De menina que precisa mentir que não está sozinha com a irmã para não serem separadas) é igual a uma das histórias de uma novela das 7 da Globo haha Desconfio que a Globo copiou isso desse livro!

    beijos
    Psicose da Nina | Instagram

    ResponderExcluir
  5. Oi
    eu ainda não li esse livro, mas quero ler já que achei interessante o fato da protagonista ter que cuidar da irmã sendo tão nova e sem ninguém saber para não levarem elas.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li, mas vejo por ai vários livros com sequência que eu não vejo sentido, principalmente quando o livro tem poucas páginas como nesse. Acho que quando o livro tem poucas páginas só aceito uma sequência se for com outro personagem... Me entendeu?
    Quero conferir a história, pois já li alguns comentários bem positivos, então minha curiosidade fala alto.

    ResponderExcluir
  7. Já li varias resenhas positivas (e algumas negativas) sobre o livro e quero ler. Acho a premissa e a capa linda *_*

    ResponderExcluir
  8. Olá, eu li esse livro e gostei bastante da história, que marca bem a superação dos personagens, o que a mãe fez é imperdoável, tbm fiquei com pé atrás com o final e uma possivel continuação, vamos aguardar. Bjkas

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com