quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Aquela que vive em mim


Sexta-feira, aula de Literatura. A professora nos pediu uma crônica sobre nós. Antes de começar a escrever, tive muito a considerar sobre quem é aquela que vive em mim.

Desconfiada, insegura, leitora, silenciosa. Transborda muitas palavras não ditas. A primeira vez que viu o mundo foi em Nova Veneza, Santa Catarina. Entrou na escola sabendo escrever, em pouco tempo aprendeu a ler. E desde que começou a refletir sobre o mundo, tem uma relação de amizade com a escrita. 

Utopista, quer ter sua própria biblioteca. Tem uma balança no quarto e não vê a hora de se livrar dela. Acredita em Deus, mas vive questionando o porquê de tanta maldade no mundo. É perdidamente apaixonada por animais e os considerando seus amigos, não os põe em seu prato. Acredita já ter encontrado o amor da sua vida. Ainda não entendeu qual é a vantagem de ser invisível, mas é feliz e triste ao mesmo tempo e já não questiona mais isso.

É vítima da miopia, seguidora de Jane Austen, sente medo constantemente, tem vergonha de tudo e ser professora é um desafio. Tem (ou não) um grande defeito: quase sempre desacredita da humanidade, mas há atos aleatórios de bondade que a fazem ter alguma esperança.

Por Thamiris Dondóssola.

44 comentários:

  1. Lindo, consegui te ver em todas as palavras <3

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Adorei sua postagem! Que texto mais lindo, íntimo e repleto de emoções. Amo poder fazer essas leituras.. sei que o texto é seu, mas consegui me identificar em algumas palavras...
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Faltou só uma coisinha: amiga maravilhosa!!! ����

    ResponderExcluir
  4. Thami, minha diva!
    Ouvi essa crônica antes de ela ir para o papel e como foi incrível fazer parte disso. Você está em cada letra dessa história e isso enche meu coração de alegria. Eu acrescentaria que você é uma pessoa maravilhosa e uma amiga indispensável.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  5. Oii,
    Eu não te conheço e foi muito satisfatório te encontrar em cada uma dessas palavras, saber um pouco mais de ti em forma de crônica, você escreve muito bem e amei essa postagem. Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Oiie,
    Nossa, que interessante saber um pouco mais sobre você por meio dessas palavras, realmente acabei me identificando bastante com sua crônica e ficou realmente muito bom, continue escrevendo assim que você com certeza vai longe.
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Me identifiquei tanto com suas palavras, "ter um biblioteca" só pra mim é um dos maior sonhos, amei sua postagem. Comecei a acompanhar o blog agora e estou amando tudo, muito legal.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Que desabafo gostoso de ler. Que independente das "tarefas" da aula de literatura, você continue refletindo sobre quem é você!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Thami, menina, amei seu texto! Um dos melhores que li aqui.
    Eu também sou desacreditada, mas alguns atos ainda me fazem ter esperança.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário Balaio de Babados e Postando Trechos
    Participe da promoção 1 Ano de Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  10. Olá amore...
    Aiii que delícia de post....
    Adorei sua crônica, deu até vontade de escrever algo... Tenho uma coluna em meu blog chamada Resolvi Escrever: http://www.facesdeumacapa.com.br/search/label/Resolvi%20Escrever e adorooooo...
    Ah... Sonhava também em ter uma biblioteca... Mas achei injusto não deixar os livros cumprirem seu papel (levar leitura às pessoas) – se bem que o papel das bibliotecas não é deixar o livro amarrado as estantes né... como Bibliotecária que sou, entrei em contradição com meu coração ao deixar os livros que um dia me deram prazer através da leitura tomarem outros rumos e fossem parar nas mãos de pessoas que não tem acesso à eles, através de meu projeto social Adote Um Livro e Transforme-se: https://www.facebook.com/adoteumlivroetransformese/?ref=aymt_homepage_panel
    Espero que continue escrevendo... adorei!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi. Tenho o mesmo sonho que você dê um dia ter uma biblioteca e apesar de acreditar em Deus também me questiono sobre a crueldade por ai. Me identifiquei muito com você... só não sou vegetariana.. rsrs.
    Parabéns pela forma como soube escrever de si mesma.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Que texto profundo e intenso. Concordo com o seu questionamento...
    Gostei da sua descrição, rolou uma identificação. E nos auto descrever é algo tão difícil, acho que fez de forma perfeita. Gostei.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  13. Cara, eu não conseguiria me descrever tão bem slquanto vc fez agora, o texto ficou ótimo! ♥
    Tbm transbordo muitas palavras não ditas, e preciso ler As vantagens de ser invisível! rs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, Thami

    Que lindas as suas palavras, me identifiquei muito com o seguinte trechinho "Desconfiada, insegura, leitora, silenciosa. Transborda muitas palavras não ditas." Parecia até que eu estava lendo a minha descrição. Às vezes essas palavras não ditas me sufocam, sabia?
    Eu também sofro com a miopia, tenho seis graus! Pelo visto não são só nossos nomes que se parecem! Hahaha

    Beijocas

    ResponderExcluir
  15. Hi baby, tudo bem? nossa que texto lindo, meus parabéns! também sou seguidora da maravilhosa Jane Austen <3 amei amei amei

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem? Gostei, mas acho que deve ter sido difícil falar sobre si mesma, pois estamos tão acostumados a falar dos outros... eu não conseguiria falar de mim mesma, ou melhor não saberia o que falar, ficaria, provavelmente, perdida em pensamentos durantes horas sem escrever uma única frase. Talvez eu devesse tentar fazer isso também... Bem parabéns que ficou ótimo seu texto, beijos e até mais
    Blog Leer Soñar Crear: http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi querida,
    Eu poderia passar o dia escrevendo sobre esse texto, mas tenho uma palavra para descrever melhor LINDO.

    Me identifiquei nele, não vou mentir(♥), mas tem algo sincero e leve nesse texto que querendo ou não. Não consigo escrever o que é...acho que é intenso e verdadeiro.

    P.S esse texto é um dos mais lindos e fofos que já li. E espero ler muitos desse tipo.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  18. Oi Thamiris,
    Achei bem interessante seu texto, confesso que nessa atividade teria certa dificuldade em me descrever com tantos detalhes no qual você descreveu, que nos mostra uma simplicidade e força. Totalmente encantador. Parabéns!
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  19. Oie...
    Eu simplesmente AMO seus textos! Você escreve sempre de forma tão leve que chega a conquistar qualquer leitor <3
    Lendo todos esses fatos sobre você me bateu até uma vontade de morar perto de você pra sermos amigas... Temos tantas semelhanças ;)
    Sabe de uma coisa, senti saudade do ESM... Compartilhávamos textos tão legais :)
    Beeeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diane!
      Obrigada por todo carinho. ♥
      Que linda, quem sabe um dia, né? ^^
      Também tenho saudade do ESM, um dia ele volta, haha.
      Beijos

      Excluir
  20. Que linda a exibição que você fé de si mesma, mostrando não só suas qualidades, mas principalmente os defeitos que tem é dos quais é plenamente consciente!!! Amei a forma poética que fez isso, parabéns!
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  21. Texto lindo. Você é linda, ao menos a você que conheci nesse texto haha.
    Auto conhecimento é mesmo uma tarefa difícil, né? Assim como acreditar na humanidade, mas a gente ainda luta por ela.
    Mil beijos s2

    Com carinho, Beca; Café de beira de Estrada

    ResponderExcluir
  22. Que lindo, Thami
    Eu também tenho muitos medos bobos, mas também possuo coragens perigosas. Acho muito difícil definir quem sou eu, porque a cada dia eu sou uma nova versão de mim.
    Beijos

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com