sábado, 28 de maio de 2016

Grandes Mulheres da Literatura #01 - Elizabeth Bennet

Olá, pessoal! Como vocês estão? Hoje vamos inaugurar uma nova coluna aqui no blog. A coluna se chama Grandes Mulheres da Literatura. Não vou estipular a frequência de postagens, elas ocorrerão aos poucos. Deixe-me explicar do que se trata a coluna:


Sabemos que existem personagens literárias femininas (clássicas e contemporâneas) que se destacam conforme suas especificidades. Pois, com base nisso, resolvi expô-las em postagens individuais. Teremos, então, uma sequência de personagens literárias fortes e marcantes, que se destacam de alguma forma, por algum motivo. Irei expor tais características nas postagens. 

E para começar, vamos falar da personagem que me inspirou a criar esta coluna: Da obra Orgulho e Preconceito, a personagem de hoje é Elizabeth Bennet.

Keira Knightley (Lizzy)  O&P - 2005
Jane Austen deu vida a uma mulher que certamente inspirou muitas outras, dentro e fora da literatura. Elizabeth Bennet é de uma família de classe média e levando em consideração a época em que vive (século XIX), a primeira característica que a difere do restante das moças da obra (e fora dela também) é o fato de não aceitar, em hipótese alguma, se casar por interesse. Ela tem, diante de si, um cavalheiro rico disposto a se casar com ela, mas Lizzy não aceita, pois não o ama.

Elizabeth é dona de suas vontades, está a frente de seu tempo e tem uma personalidade forte e marcante, que a diferencia do restante das mulheres. Lizzy é ousada, expõe sua opinião com bastante domínio e certeza, é uma leitora assídua, é observadora, honesta e determinada. É uma heroína!

Muito mais do que um rosto bonito, a personagem desconstrói o padrão imposto no romantismo, por exemplo, de como seria a mulher ideal para a sociedade, quais as especificidades que caracterizariam essa mulher ideal. Elizabeth quebra completamente essa idealização. 

Se você não a conhece, recomendo a leitura da obra. Certamente você irá sentir cada item mencionado acima ao fazer a leitura. E digo, há exceções, mas Elizabeth Bennet vai conquistar você. Isso, se você não concluir a leitura completamente apaixonado por ela (e pelo sr. Darcy, também, rs, mas isso não faz parte do post). Vamos ler um trecho da obra referindo-se a Elizabeth:
“Ora irritada, ora divertida, repelia os ataques. Embora seus modos variassem, sua determinação era sempre a mesma.” (AUSTEN, 2010, p. 97)
E é com algumas imagens da adaptação cinematográfica de Orgulho e Preconceito do ano de 2005, que encerramos a postagem de hoje. Elizabeth Bennet é, para mim, uma grande mulher da literatura.


Espero que tenham gostado da postagem de hoje e da novidade! Não deixem de me contar tudo o que acharam nos comentários. Em breve eu volto com outra grande mulher da literatura. Até mais! ♥

20 comentários:

  1. Olá Thami,
    Adorei a nova coluna!
    Você sabe que eu já havia lido O&P e detestado, não é? Claro que sua determinação me fez reler e, simplesmente, amar o livro. A Lizzie é tudo isso que você falou, entretanto, o que mais me agrada nela é o fato de ela não se deixar levar pela sociedade, se casar por interesse ou porque precisa.
    Estou bem ansiosa para conhecer a próxima indicação.
    Fiquei pensando e diria que a mãe do Auggie, apesar de não aparecer muito, é uma grande mulher.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bru!
      Oba! Que bom que você gostou. Continue acompanhando! :D
      A Lizzy é maravilhosa, uma diva. Sua personalidade é extremamente admirável!
      A mãe do Auggie certamente entrará na lista.
      Beijos

      Excluir
  2. Oie, tudo certo?

    Muito legal a ideia, acho que valorizar o feminino na literatura é fundamental para a construção da identidade e o aceitamento. Sem ser panfletária, coisa que eu odeio.

    Não sou nem um pouco fã de Jane Austen, a escrita dela não me agrada, acho o máximo poder falar isso e não ser julgada.

    Falando em autoras e personagens fortes, talvez seja o caso de conhecer Marion Zimmer e suas guerreiras de Darkover. São mulheres invejáveis.

    Lindo post, parabéns.

    bjss
    Bel Góes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bel!
      Obrigada. Que bom que gostou da ideia.
      Bom, como mencionei, há exceções, você é uma delas então, rs.
      Não conheço essas personagens, pesquisarei.
      Beijocas

      Excluir
  3. Oi, Thami!
    Amei a coluna!
    Sempre bom conhecermos mulheres fortes da literatura. Liz Bennet sempre vem na minha cabeça quando penso nesse assunto.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      Que bom sabe que você gostou da nova coluna, continua acompanhando. :)
      Ela também sempre vem a minha cabeça, não é a toa que foi a número um da coluna, rs.
      Beijos

      Excluir
  4. Adorei a ideia da coluna e adorei mais ainda você tê-la começado com a Lizzy! É uma personagem que me fascina, realmente não era comum alguém não aceitar se casar por interesse, ainda mais já tendo um pretendente!

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! Ahhhh, que bom saber disso. Obrigada!
      Acho muito legal ver que tem muuuuuita gente por aqui que é fascinado pela Elizabeth. ♥
      Beijo

      Excluir
  5. Oi Thamiris, sua linda, tudo bem?
    Você me deixou muito feliz, pois Jane Austen é minha Diva Literária. Adoro todos os seus livros, mas Orgulho e Preconceito é o meu queridinho. Eu adoro a língua afiada da Lizzy e sua coragem. Com certeza ela é uma grande mulher, você não poderia ter escolhido personagem melhor. Adorei sua postagem e sua nova coluna.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cila! Tudo ótimo e com você?
      A Jane é a minha diva também, apesar de eu só ter lido O&P por enquanto.
      Com certeza eu não poderia ter escolhido personagem melhor mesmo ♥
      Que bom que gostou do post!
      Beijo

      Excluir
  6. Oie...
    Achei a coluna MARAVILHOSA!
    Adoro a Elizabeth e acho genial a forma com que a autora criou a sua personalidade... Diferente da época em que vivia, Lizzie, poderia muito bem ser confundida com alguma mulher da atualidade.
    Quero ver a Capitu nessa coluna também, heim?
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diane!
      Oba, que bom que você gostooooou.
      Certamente ela poderia ser confundida sim, haha.
      Ahhhhhh, mas com certeza. Capitu vai fazer parte ♥
      Beijos

      Excluir
  7. Oiii

    Essa personagem é com certeza uma das precursoras do pensamento feminista e de outras personagens semelhantes que surgiram depois.
    Não é difícil imaginar como as pessoas reagiram naquela época quando essa obra foi publicada. O que me surpreende mesmo é que as pessoas ainda tenham o pensamento conservador de dois séculos atrás.

    Beeeijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raí! Não é? Por isso que é tão importante falar sobre ela. ♥
      Ah, certamente algumas não reagiram muito bem, haha. Mas quanto a esse pensamento conservador, você vai viver por muitos e muitos anos e ainda existirão pessoas assim. Infelizmente.
      Beijos

      Excluir
  8. Adorei a nova coluna, pode fazer pedido? Quero ver a Celie de A cor púrpura em uma delas!
    Me deixou com vontade de ler O&P, tô programando para reler ainda esse ano, já que ganhei uma edição da Martin Claret de aniversário!
    Beijinhos, Hel - Leituras & Gatices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hel, nem precisa pedir, com toda certeza ela vai estar!
      Que bom que gostou da coluna. Obrigada ♥
      Beijos

      Excluir
  9. Olá... super legal essa sua ideia de postagem... temos muitas mulheres divas que nos inspiram de alguma forma... eu não li ainda Orgulho e Preconceito, mas amo o filme de paixão... assisto várias vezes sem me cansar... Lizzi é uma personagem cativante, interessante e sim fora dos padrões da sociedade em sua época e é por isso que a admiro e é por isso que ela conquistou meu lindo Darcy... enfim, poderia ficar aqui falando horas sobre ela que não me cansaria, isso porque só a conheço pelo filme, imagine então quando eu ler o livro? Xero!
    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diana!
      Temos sim, por isso é importante expô-las.
      A Lizzy é fora do comum, ela é maravilhosa!
      Quando você ler o livro, irá se apaixonar ainda mais.
      Beijos

      Excluir
  10. Adorei a ideia, Thami! *-*
    O quote é super verdade, haha
    Eu gosto bastante de Orgulho e Preconceito, e n sei o pq, mas o filme acabou me marcando mais q o livro. A Keira foi perfeita no papel da Lizzy <3
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Carol! ♥
      O filme também é lindo. Eu amei a Keira como Lizzy também, haha.
      Beijos

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com