segunda-feira, 2 de maio de 2016

(ESM) Tema #12: O que o meu quarto pode dizer (ou não) sobre mim

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Antes de qualquer coisa, quero pedir desculpas por não ter tema para o projeto no mês de abril. Muito obrigada a todos os que vieram me perguntar sobre o projeto, fiquei triste por não ter postado, mas feliz por ter pessoas que se preocuparam a respeito da falta de tema. Vocês são incríveis! E a respeito do motivo que me fez não postar um tema no mês de abril, não poderei dar muitos detalhes, mas tive alguns problemas e quando me dei conta, a data de postagem do tema já tinha passado e eu não queria fazer uma postagem atrasada. 

Explicação dada, agora no mês de maio, voltaremos com tudo, então vamos ao tema:

Tema #12: O que o meu quarto pode dizer (ou não) sobre mim
Da forma que desejar, fale um pouco sobre o seu quarto. Descreva algumas partes dele e escreva a respeito delas: elas possuem alguma ligação com você ou são meros enfeites? Algo no seu quarto reflete quem você é? Enfim, fique a vontade para falar sobre o seu quarto e as suas características, com base nele, é claro.

Eu já fiz o meu texto! Me pareceu um tanto confuso, mas acredito que esse adjetivo seja bastante propício quando paro para refletir sobre quem eu sou. Espero que gostem e quando forem escrever seus textos, o façam sem medo!



O que o meu quarto pode dizer (ou não) sobre mim

Pela manhã: bagunça.

Pela tarde: silêncio.

Pela noite: esperança.

Livros. Alguém que eu não conheço entrou no meu quarto e ficou chocado. Lê livros! A minha estante o fez parar. Um grito de transtorno e engano ficou preso no ar. “É sempre tão distante e silenciosa. Faz sentido!”. 

Ao que tudo indica, o ser vivo que invadiu o meu espaço ficou surpreso e frustrado. Via-me na rua e não imaginava o meu quarto do jeito que é. Sabe, te conto o problema. Ultimamente fez muito calor, nem as páginas amareladas de uma boa história me prenderam. Só o suor fez isso. Preciso do frio e dos narizes gelados. Preciso do café preto e quente da xícara esquentando as minhas mãos. 

Mas, voltando ao visitante curioso e surpreso: pareceu parar por um instante e ponderar toda a situação. Sentou na minha cama, uniu as mãos e viajou para um universo distante do meu. Instabilidade. As estações costumam dizer muito sobre mim. Ou talvez, pensando bem, confundam a minha essência. Nos dias quentes, pareço ser alguém. Nos dias frios, outro alguém. O invasor de quartos me conheceu no verão. E no verão eu não sou uma das melhores pessoas.

Voltou a minha realidade. Agora compreendeu que a minha agonia constante se dava pelo suor, não pelo que sou. E sorriu. “Gosta da literatura”, pensou. Depois, ao levantar, avistou ursos de pelúcia empilhados em cima de um armário médio, grande o bastante para abrigar algumas peças de roupa e os cadernos da faculdade. Tudo organizado. “Será assim também na vida?”. Logo que fez tal questionamento, encontrou um mural de fotos e se posicionou em frente a ele. Ficou vislumbrando sorrisos. Perguntou: “Serão sinceros?”. Não obteve nada além de latidos. Dois cachorros! Não é que eles o tenham amedrontado, mas ele achou melhor ir embora antes que os latidos chamassem a atenção de algum ser humano.

Talvez o meu quarto diga algo sobre mim, talvez não. Metade dele fala, metade não. Muito do que eu sou depende de como as coisas estão. Não sou imutável, sofro alterações constantemente, principalmente se o dia está muito quente.

Por Thamiris Dondóssola.


Caso tenha se interessado e queira participar, clique aqui e preencha os dois campos. Este formulário serve para que eu possa acompanhar suas publicações. Participe também, se quiser, do grupo no facebook. Quando você fizer a postagem do texto, deve “linkar” o blog criador (Historiar) e usar a imagem do projeto, assim, além de você estar ajudando na divulgação, você também estará convidando mais pessoas a participarem do projeto.

10 comentários:

  1. Olá, Thami. Que tema diferente, confesso que não sei o que escrever, pois mudei muito de casa nos últimos anos e não tenho mais um quarto com a minha personalidade. Mas acho que isso já diz bastante sobre quem eu tenho sido ultimamente: uma metamorfose constante.

    Amei seu texto, muito legal, parabéns. Aguarde o meu :D

    Beijinhos, Hel - Leituras & Gatices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hel!
      Fico feliz que o tema tenha te deixado nessa situação, rs. Não vejo a hora de ler o seu texto.
      Obrigada. ♥
      Beijos

      Excluir
  2. Confesso que durante o mês todo vim a procura aqui.
    Adoreii sua escolha, e seu texto foi profundo e intenso, não tem como deixar de amar.
    Já estou ansiosa para escrever o meu, e já aproveito para te agradecer pela força e pelo incentivo, estou voltando a fazer o que eu amo, escrever.
    Beijo grande Thamii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso, Tami! ♥
      Fico feliz que tenha gostado do meu texto, é bom saber que ele ficou profundo e intenso, rs.
      Não vejo a hora de ler o seu.
      Beijos

      Excluir
  3. Lindo lindo seu texto!!
    Minha anda meio corrida também, então entendo quanto a falta do tem.
    Mas para compensar esse mês fomos agraciados com esse texto e esse tema incríveis!!!
    *---*

    Beeijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thami!
    Amei seu texto. Meu quarto não diz muito sobre mim, infelizmente. Agora meu guarda-roupa hahahhahaha
    Te indiquei numa tag lá no blog.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiza!
      Muito obrigada.
      Imagino que o roupeiro diga bastante.
      Beijos

      Excluir
  5. Olá Thami,
    Que texto mais sensível e marcante.
    Acabei de escrever o meu e apenas agora vim ler o seu, você sabe como sou metódica em relação a isso, não é? rs
    Adorei o fato de você dizer que não é imutável, pois acho que esse é um dos benefícios de se viver: mudar.
    Parabéns pelo texto!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  6. Amei esse tema, e o seu texto. Meu quarto tem muito de eu mesma. Infelizmente meu mês de maio foi uma correria completa, postei o meu texto hoje... mas está valendo. Esperando ansiosa o próximo tema. Thami tem algum lugar para ver os textos de outros blogs participantes? Sempre fico curiosa p ver o que os outros andam escrevendo

    Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com