terça-feira, 12 de janeiro de 2016

As Terças Da Nati #24 - Muito Mais que 5inco Minutos

Olá caros leitores e amantes das Letras! Tudo bem com vocês?

Descobri semana passada que vocês amam histórias e estórias de terror, não é mesmo? Mas peço uma licença para escrever sobre um assunto um pouco sério antes de voltarmos aos contos de terror. Vou postar semana que vem o que eu iria postar hoje, mas preciso falar disso com certa urgência.

Creio que todos aqui já tenham ouvido falar do livro da Kéfera, até porque, quem acompanha “As Terças da Nati” sabe que livro é esse, pois já citei aqui e também tem uma resenha dele, feita pela Thamiris há um tempo.

O livro é bem colorido e chamativo, a história é boa e tudo mais, mas o que mais me chamou a atenção e me deixou um pouco triste e decepcionada, foram os inúmeros equívocos que continham. Equívocos básicos como “por que” e “porque”. Quando eu vi o primeiro equívoco, logo pensei em ser um engano, lógico, somos todos humanos e estamos sujeitos a erros em qualquer momento, não seria hipócrita a ponto de escrever sobre um único erro no livro todo, afinal, já li livros com alguns erros de tradução ou até sem a tradução da palavra ou ainda apenas um equívoco no livro todo, mas o problema é que esse erro percorreu ao longo de todo o livro.

Oras, pensei cá com meus botões, se o livro está destinado a pré-adolescentes e adolescentes que estão na fase de aprendizagem de escrita correta da Gramática Tradicional, como que um livro que contém um público alvo desse gênero, deixa escapar tantas gafes assim? Eu sei disso porque eu li o livro e por isso posso afirmar que um livro como este, deveria ao menos, ter essas regras básicas bem colocadas em um texto. Fico pensando se o livro não passou por um revisor de texto. (Perdoem-me minha ignorância, mas que eu saiba, todo e qualquer livro, antes da publicação, tem de passar por um revisor, certo?)

Outra coisa notável foram parágrafos ou frases perdidas e completamente sem nexo no meio da história. Por exemplo, vamos colocar um situação aqui, o primeiro parágrafo fala de pássaros azuis, o segundo, fala das ondas do mar, o terceiro fala novamente dos pássaros azuis, e assim por diante.

Como diriam meus professores “parágrafos truncados”, já escutei isso algumas vezes nos meus textos de provas, mas confesso que não estavam tão truncados assim, como o livro Muito Mais que 5inco Minutos.

O conteúdo em si, é uma história inspiradora para muitos jovens adolescentes que lidam todos os dias com o bullying (assim como eu já lidei muitas vezes com isso), e acaba sendo um incentivo a não desistirem dos seus sonhos e seguirem porque tudo na vida é uma fase e tudo passa, seja uma fase boa ou ruim. 

Não que eu não tenha gostado da história, eu gostei sim e achei que isso, de certo modo, possa ajudar muitas pessoas através das simples palavras e da maneira que foi escrita, numa forma de “conversa de amigas”. Confesso que li o livro todo com a voz dela e dei boas gargalhadas.

Mas, apesar do livro ter um conteúdo que ajude as pessoas, acho que tem que ajudar as pessoas na maneira como escrever, já que vimos tantos resultados negativos no ENEM, ou equívocos grotescos em redações. É de se pensar nessa questão.

Por hoje é só, se você gostou, deixe seu comentário, pois ele é muito importante!

Aah, semana que vem eu continuo com as histórias de terror e vou falar também sobre o primeiro livro que eu comprei com meu dinheiro, que foi um livro de terror e eu tenho ele guardado com maior carinho até hoje.

Um super beijo, até semana que vem! <3 


Postagem organizada por Natália Valvassori.

8 comentários:

  1. Olá Nati,
    Confesso que, no passado, não ligava muito para erros gramaticais, mas hoje isso me incomoda, e muito.
    Recentemente, li um livro que recebi em parceria com a autora e fiquei abismada com a quantidade de erros que encontrei e são erros que o word corrige, sabe? Não sei se li Muito mais que 5inco minutos muito rápido, mas não me recordo de ter visto tantos erros, não obstante isso, acho que você está totalmente certa, pois esses livros influenciam muito os adolescentes.
    Adorei a postagem.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bru!! Às vezes, acaba passando por despercebidos porque estamos concentrados na história em si, isso já me aconteceu muito. Obrigada e que bom que você tenha gostado <3
      Beijos

      Excluir
  2. Essas coisas merecem atenção!
    http://grandemetamorphose.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nati. Eu trabalho como revisora e posso te afirmar que sim, o livro precisa de revisão antes de ser publicado, isso é fato e a maioria das editoras já possuem um setor de revisão ou revisores de confiança, mas isso não basta e, como nós revisores somos humanos, sempre passa um errinho ou outro. Contudo, na minha experiência como leitora, já fiquei muito decepcionada com algumas editoras que focam mais na estética e divulgação do livro e não dão muita importância para a revisão e tradução, isso é triste E tô falando de editoras grandes, hein! Eu vivo mandando e-mails para elas e algumas me retornam, outras acho que fingem não ver, mas precisamos cobrar isso, afinal, livros não são baratos e devemos cobrar qualidade daquilo que consumimos!

    Adorei a proposta desse teu texto, muito legal pensar no público ao qual esse livro é destinado ;)

    Beijos!

    Leituras & Gatices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Helena! Muito obrigada pelo seu comentário. Foi muito interessante e também aprendi muito com isso. Obrigada de coração, por essa troca de conhecimento, fico feliz por isso e concordo com você sobre pagarmos caro por um livro e exigirmos qualidade. ;)
      Beijos

      Excluir
  4. Oi, Natália. É tão diferente a sensação quando você vê a divulgação de um livro autobiográfico de uma pessoa que admiramos ou simplesmente gostamos. Mas, com outros artistas que não curtimos, pensamos: "Deve ser uma leitura chata!". Bom, Muito Mais Que Cinco Minutos é uma leitura que desejo há muito tempo, acompanho a youtuber desde 2013 e sigo o seu sucesso com louvor e admiração sobre ela. Com este livro podemos ver que ela não é uma famosa fútil, mas também passa por dificuldades, mas levanta a cabeça. Gostei!

    ➸ Participe do nosso Top Comentarista ❤! | arafaelagodoy.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ycaro! Com certeza, eu acompanho ela desde 2013 também e passei a admirá-la pela sua história de vida. Garanto que assim como eu, você vai ler o livro todo com a voz da Ké e ainda dar boas gargalhadas, pois como você sabe, ela não tem papas na língua e é bem sincera. Eu gostei muito do fato de ela abordar sobre o bullying que ela passou e como ela deu a volta por cima disso tudo. Espero que um dia, tenhas a oportunidade de ler, garanto que não se arrependerá, mas lembre-se, cuidado com os erros, não sei se poderá ser reimpresso por conta disso, mas vale ficar atento!
      Beijos, obrigada pelo comentário.

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com