segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Resenha: Tempo vida poesia - Carlos Drummond de Andrade


Sinopse: Sem pretensões, Carlos conta suas memórias para sua amiga, Lya. No caso, Carlos é Carlos Drummond de Andrade, considerado o maior poeta brasileiro, e a conversa informal na verdade é uma série de bate-papos radiofônicos transmitidos aos domingos no programa de Lya Cavalcanti, o PRA-RJ, da Rádio do Ministério a Educação e Cultura. Em uma situação dessas, poderia se esperar grandes análises sobre a arte, a sociedade, a juventude. Mas Carlos faz questão de frisar: são apenas “memórias literárias”. Uma conversa sobre nada em especial. Sobre Tempo Vida Poesia.





“Tempo vida poesia” foi um presente da Érica, minha amiga. Ela foi à Bienal do Rio de Janeiro desse ano (2015) e trouxe essa lembrança para mim. Preciso dizer sobre o quanto fiquei feliz? Fiquei radiante!

Este livro é uma espécie de biografia em forma de entrevista radiofônica. As perguntas são feitas por Lya Cavalcanti, amiga de Drummond. Ele foi lançado pela editora Record em 2008. A capa é muito bonita e as páginas são amareladas, com uma fonte de tamanho adequado e espaçamento agradável.

"A literatura vivia em mim, não existia lá fora."

Há muitas memórias e confissões de Carlos Drummond de Andrade distribuídas nos capítulos desse livro. Desde a sua juventude, os jornais em que trabalhou e os amigos que fez, até o polêmico poema da pedra (No meio do caminho). Aliás, o poema é bastante mencionado. Drummond fala sobre como ficou impressionado com a repercussão e o quanto as críticas que recebeu causaram um pouco de dor nele. Ao final do livro, Lya o questiona sobre coisas que ela gostaria que ele tivesse respondido, mas que ele não respondeu. E fica um clima de expectativa no ar.

"Feliz o menino ou o adolescente que pode contar com a ajuda de alguém mais velho para caminhar entre os sonhos confusos da imaginação literária."

Indico este livro para as pessoas que querem conhecer um pouco mais sobre Carlos Drummond de Andrade, que nos deixou em 1987. É uma das minhas primeiras experiências com biografias e eu gostei bastante. Vou concluir a resenha com o poema "No meio do caminho":

No meio do caminho tinha uma pedra 
tinha uma pedra no meio do caminho 
tinha uma pedra 
no meio do caminho tinha uma pedra. 

Nunca me esquecerei desse acontecimento 
na vida de minhas retinas tão fatigadas. 
Nunca me esquecerei que no meio do caminho 
tinha uma pedra 
tinha uma pedra no meio do caminho 
no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade.

10 comentários:

  1. Que presentão , heim ?
    Amo as poesias de Carlos Drummond !!! Ele é sem dúvida meu poeta preferido :)
    Tenho aqui um livro enorme só de poesias dele , agora esse seu ainda não conhecia , mas , já adicionei nos desejados porque deve ser muito bom saber um pouco mais sobre o autor .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diane! Fiquei feliz em saber que gosta de Carlos Drummond de Andrade. Ainda não conheço de perto as obras do autor, mas pretendo fazer isso, pois reconheço a sua grandiosidade. Acho que você vai gostar desse livro.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Thamiris! Tudo bem?

    Raramente leio poesias... mas tratando-se de Carlos Drummond de Andrade, é impossível não ler.
    As vezes pego algum livro dele e viajo nos belos poemas do escritor.

    Estou seguindo seu blog. Siga o nosso blog
    Irmãos Livreiros também! Ficarei super feliz! :)

    Beijos!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Pois é. Ainda não tenho o costume. Mas esse livro é uma biografia, não é um livro de poesias.

      Excluir
  3. Ai meu Deus!

    Poesia...magia e pura harmonia.
    Letras em mais perfeita sinfonia.

    Como não amar a escrita poética e bem humorada de Drummond?! Impossível!

    Fazia de tudo, uma esplêndida e formosa poesia.
    Como dizia "tudo cabe no mar."

    Fazia das palavras suas confidentes mais fiéis e respeitosas.

    Ameiii

    http://poesiaqueencantavida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joanice, que bom saber que você gosta do autor. Fico feliz em saber que gostou da resenha.
      Beijos

      Excluir
  4. Olá, Thamiris.
    Infelizmente esse não é meu tipo de livro preferido. Eu li algumas coisas do autor quando estava na escola, mas foi por obrigação mesmo. Mas que bom que você gostou do presente hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, que pena! :(
      Infelizmente eu não passei por isso na escola, sei que adoraria. Sim eu amei, rs ♥
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Tha,
    Que amiga mais linda essa a sua.
    Gosto bastante de Drummond, mas minhas experiências com ele não foram boas. Entretanto, sua resenha está tão perfeita e apaixonada, que estou tentada a lê-lo.
    Amei, amei esse poema que você citou.
    Beijos ♥
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru,
      Sim! Uma querida ❤
      Quando quiser ler uma biografia, esse é um bom livro.
      Fico feliz que tenha gostado. Esse poema é bastante polêmico.
      Beijos

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com