segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Fórmula contra desânimo


Às vezes eu sonho com uma entrega de um prêmio importantíssimo, milhares de pessoas prestigiando e eu, com uma roupa galante e econômica, em cima de um palanque agradecendo e dando inicio ao meu tão temido e esperado discurso. E acredite: Às vezes eu até acredito que isso possa acontecer. Não, não é loucura. Eu chamo de esperança.

Às vezes eu tenho certeza que vou realizar cada desejo que fui capaz de desejar ao longo de toda a minha vida. Comprar um carro, casar na floresta, olhar para Fitzwilliam Darcy, publicar um livro, viajar para Orlando, aparecer na TV, receber dinheiro por algo que eu realmente goste de fazer, vender milhões de exemplares, conhecer o Jim Parsons, montar uma ONG para proteger animais, engravidar aos vinte e oito, chamar o meu filho de Bernardo, possuir uma humilde biblioteca, ser feliz.

Outras vezes acho que tudo isso, todos os sonhos, as metas e os desejos não passam de devaneios incompreensíveis. Eu chego a acreditar que nada vai acontecer e que a minha existência será descrita por três palavras: monótona, maçante e tediosa. Eis então, mais um erro ridículo do ser humano: Acreditar na insuficiência. Eis então, mais um, da minha coleção de erros lamentáveis. Mas, espera aí, isso não brota em mim, é claro que não. Vai muito, muito além.

É que o mundo não colabora. Você vê um cara se matar porque não ganhou na loteria, vê uma mãe apaixonada pelo marido da filha, vê políticos ganhando dinheiro da mesma forma que você, os seus pais e os seus amigos pagam contas. Vê pessoas incapacitadas ganhando coisas que nem as pessoas capacitadas conseguem ganhar. Você vê desordem, injustiça e desigualdade de A até Z. E o seu sonho? E o meu sonho? Infelizmente não há espaço para ele. 

Espero que tenha compreendido. Espero que não se assuste se eu falar que a frequência dessa confusão é quase incontrolável. Espero que, se você se sentir como eu, não faça o mesmo que eu. Espero que consiga encontrar uma fórmula contra o desânimo. E bem, eu meio que estou desesperada, então espero que você possa me contar que fórmula é essa.

Thamiris Dondóssola.

10 comentários:

  1. Estou tãããão desanimada. Nem sei o que me deu, mas esse texto chegou na hora certa, adorei.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ai Tha, também tenho esses momentos (frequentemente eu diria) :(
    Eu vivo sonhando, cada dia com algo diferente, a coleção de desejos é enorme.
    Porém o desânimo, super inconveniente, aparece pra me dizer que nada vai ser como eu espero
    e que todo mundo sonha mas só alguns são capazes de ter aquilo que querem.

    Acho injustiça, fico chateada e crio brigas comigo mesma e até mesmo com quem não tem nada a ver.

    Texto excelente! Ah eu também quero casar na floresta, publicar um livro e viajar pra Orlando <3

    beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma descrição perfeita para o meu sentimento.
      Obrigada Clarine, lindona!
      Beijão

      Excluir
  3. Eu não sei qual a fórmula; mas o antídoto para o desânimo é a esperança, ela parece pequena mas é extremamente mais forte do que a gente imagina e, algumas vezes, a gente só precisa de tempo para encontrá-la :)!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperança. Porque essa palavrinha tem um poder enorme.

      Excluir
  4. Oi Thamiris, tudo bem?
    Amei seu texto. Sonhos são realmente algo muito importante. É sempre bom ter uma centelha de esperança acesa de que os nossos sonhos um dia podem se tornar uma realidade, e que não são meros devaneios.
    Talvez se as pessoas valorizassem e tentassem lutar mais pelos seus sonhos o mundo não estaria nesse caos em que se encontra.

    Beijão :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maiah,
      Sua reflexão é uma ótima explicação para o caos em que muitas vezes nos encontramos.
      Que bom que gostou do texto, muito obrigada!
      Beijão

      Excluir
  5. Olá Tha,
    Esse texto foi escrito pra mim? Amei, amei cada palavra sua e só posso dizer que concordo mais do que plenamente com elas.
    Adorei o texto, parabéns!
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru,
      Fico muitíssimo feliz por ter gostado.
      Beijos

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com